Pesquisar
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

A maior rota de turismo religioso do Brasil

  • O CRER
  • Modalidades
  • Mapas
  • Credenciamento
  • Contatos
  • CLOSE
Sobre Mariana – MG
Hospedagem
Alimentação
Atrativos Religiosos
Atrativos Turísticos
Serviços Locais
Apoio ao Romeiro
Sobre Mariana – MG

ARQUIDIOCESE DE MARIANA

Padroeira: Nossa Senhora do Carmo

Dia da padroeira: 16 de julho

População: 54.179 habitantes

CLIMA

Clima tropical de altitude úmido, com temperatura média anual de 19° C. O período chuvoso vai de outubro a março, os meses frios de junho a agosto, e os meses mais quentes são os de outu­bro a abril.

Feriados locais

Dia de Minas e Aniversário da cidade: 16 de julho

Padroeira Nossa Senhora do Carmo: 16 de julho

Dia de Nossa Senhora da Conceição: 08 de dezembro

SOBRE

Conhecida como “berço da civilização mineira” e como “capital espiritual e re­ligiosa de Minas”, a tricentenária Mariana é precursora em importantes aspectos administrativos e religiosos. Surgiu como valioso núcleo de mineração do ouro e foi a primeira vila criada em Minas Ge­rais, em 1711, servindo de residência aos seus primeiros governadores. Escolhida para sediar o primeiro bispado mineiro, em 1745, recebeu o pioneiro planeja­mento de expansão urbana e a primeira elevação à categoria de cidade em Minas. Preserva importante patrimônio histórico e arquitetônico, composto de vasto casa­rio e templos em estilo colonial, além de guardar um notável acervo documental, artístico e cultural em suas instituições. A tradição da fé católica revela-se tam­bém na formação de padres, iniciada com a fundação do Seminário Nossa Senhora da Boa Morte, em 1750, atual­mente mantida no Seminário São José. A cidade compreende significativos temp­los, com inúmeros detalhes da arte sacra barroca. Conta com belíssimas igrejas, capelas, ermida e passos, na sede da ci­dade, e outras joias da arquitetura sete­centista mineira nos distritos de Bandei­rantes, Camargos, Furquim, Monsenhor Horta, Passagem, São Caetano e Santa Rita Durão. A devoção popular assume maior destaque nas festas dos padroei­ros, em cada uma dessas povoações e na sede, e por ocasião da Semana Santa, da Festa do Divino, do Corpus Christi e da Adoração ao Santíssimo.

Hospedagem

HOSPEDAGEM

Avenida Palace Hotel

Av. Nossa Senhora do Carmo, 694 – Catete

(31) 3557-1811

www.avpalacehotel.com.br

[email protected]

Camping Clube Cristal – Distrito de Cachoeira do Brumado

Rodovia Cachoeira do Brumado, km3, s/n

(31) 8462-6235

Galeria 12 Hotel Fazenda

Rodovia dos Inconfidentes (MG-262), s/n

(31) 3557-1777

www.galeria12hotelfazenda.com.br

[email protected]

Pousada do Mário

Rua Tombadouro, 391 – Distrito de Cachoeira do Brumado

(31) 3556-1272

Hostel Mariana - Albergue

Rua Mestre Vicente, 41 – Centro

(31) 3557-1435

www.marianahostel.com.br

[email protected]

Hotel Águas Claras

Rodovia dos Inconfidentes, km 108, 550

(31) 3558-5599

[email protected]

Hotel Brasil Real

Rua Hélvio Moreira Morais, 196 – Catete

(31) 3557-3266 / 3557-2227

www.hotelbrasilreal.com.br

[email protected]

Hotel Central

Rua Frei Durão, 8 – Centro

(31) 3557-1630 / 3557-4316

Hotel Faísca

Rua Antônio Olinto, 48 – Centro

(31) 3557-1206 / 3558-1765

[email protected]

Hotel Mariana

Rodovia dos Inconfidentes, km108, s/n

(31) 3557-1168

Hotel Muller

Av. Getúlio Vargas, 34 – Centro

(31) 3557-1188 / 3557-2492

[email protected]

Hotel Panorama

Anel Contorno de Mariana, 1700 – São Sebastião

(31) 3558-2730

Hotel Pousada das Gerais

Avenida Nossa Senhora de Carmo, 890 – Catete

(31) 3557-4146

www.hpdasgerais.com.br

[email protected]

Hotel Providência

Rua Dom Silvério, 233 – Centro

(31) 3557-1444

www.hotelprovidencia.com.br

[email protected]

Minas Hotel

Rodovia dos Inconfidentes, 1650

(31) 3557-1066

www.minashotelmg.com.br

[email protected]

Pousada Aconchego das Águas

Rua Tombadouro, 391 – Distrito de Cachoeira do Brumado

(31) 3556-1126

Pousada Casa Nova

Rua Pernambuco, 90 – Colina

(31) 3557-3567

[email protected]

Pousada Chafariz

Rua Cônego Rêgo, 149 – Centro

(31) 3557-1492

www.pousadadochafariz.com.br

[email protected]

Pousada Contos de Minas

Rua Zizinha Camelo, 15 – Centro

(31) 3558-5400

www.pousadacontosdeminas.com.br

[email protected]

Pousada da Chácara

Rua Amélia Alves, 77 – São José

(31) 3557-1058

www.pousadadachacara.com

[email protected]

Pousada Serrinha

Rua Yolanda Guimarães, 370 – Distrito de Passagem de Mariana

(31) 3557-5071

www.pousadadaserrinha.com.br

[email protected]

Pousada do Brumado

Rua Tombadouro, 369 – Distrito de Cachoeira do Brumado

Pousada Fazenda Polyanna

Situada a 2 km do Distrito de Águas Claras

(31) 8337-8201 / 8300-3159

pousadafazendapolyanna.com.br

[email protected]

Pousada do Félix

Rua Alexandre Alves, 16 – Distrito de Monsenhor Horta

(31) 3557-7047

Pousada Gamarano

Rua Raimundo Gamarano, 1 – Centro

(31) 3557-1835

[email protected]

Pousada Getsêmani

Rua Vereador Roberto Brandão Guima­rães, 10 – Residencial Bandeirantes

(31) 3558-1430 / 3557-2667

www.pousadagetsemani.com

[email protected]

Pousada do Mário

Rua Tombadouro, 391 – Distrito de Cachoeira do Brumado

(31) 3556-1272

Pousada Pinheiro e Carvalho

Praça da Matriz, 161 – Distrito de Furquim

(31) 3556-3010

Pousada Rainha dos Anjos

Rua Dom Silvério, 304 – Centro

(31) 3557-3291

www.pousadarainhadosanjos.com.br

[email protected]

Pousada Solara dos Dois Sinos

Praça Aristides Pereira, 7 – Distrito de Pas­sagem de Mariana

(31) 3557-5077

[email protected]

Pousada da Typographia

Praça Gomes Freire, 220 – Centro

(31) 3557-1577

[email protected]

Shunyata Pousada

Rua São Geraldo s/n – Cachoeira do Bru­mado

(31) 3557-1492

[email protected]

Alimentação

ALIMENTAÇÃO

Restaurante Gaveteiros

Praça Cláudio Manoel, 26

(31) 3558-1973

[email protected]

Self-service

Diariamente, de 10h a 15h; Sábados, do­mingos e feriados, de 10h30 a 16h

Bistrô Restaurante

Rua Salomão Ibrahim da Silva, 61 – Centro

(31) 3557-4138

[email protected]

Serviço a la Carte

De segunda a sábado, de 11h a 15h e de 18h a 24h; domingos de 11h a 24h

Chafariz Restaurante

Rua Conêgo Rego, 158 – Centro

(31) 3557-1492

[email protected]

Serviço a la carte

De segunda a sexta, de 17h a 22h; sába­dos, de 11h a 18h e domingos, de 11h a 16h

Chantilly Lanchonete e Confeitaria

Rua Frei Durão, 32

(31) 3557-5531

[email protected]

Tortas (doce e Salgada), Salgados e doces

Diariamente, de 10h a 21h

Cozinha Real Restaurante

Rua Antônio Olinto, 34 – Centro

(31)3557-1349

[email protected]com.br

Serviço a la carte

Diariamente, de 11h a 15h e de 19h a 1h

Pizzaria Bella Chiesta

Rua Dom Viçoso, 242 – Centro

(31) 3558-2235

[email protected]

Pizza

Segundas, quartas, quintas e domingos, de 18h a 24h; sextas e sábados, de 18h a 1h

Lua Cheia Bar e Restaurante

Rua Dom Viçoso, 58 – Centro

(31) 3557-3232

[email protected]

Serviço self- service e a la carte

De segunda a sexta, de 11h a 15h; sába­dos, domingos e feriados, de 19h a 24h

Pizzaria Dom Silvério

Praça Gomes Freire, 242 – Centro

(31) 3557-2475

[email protected]

Pizza e Pratos Combinados

Diariamente, de 18h30 a 24h

Pizzaria Recanto de Minas

Praça Dom Benevides, 8 – Centro

(31) 3557-3183

[email protected]

Pizza

De segunda a domingo, a partir de 18h

Restaurante e Choperia Casarão

Praça Gomes Freire, 92 – Centro

(31) 3557-2528

[email protected]

Serviço Self-service e a la carte

Segundas, de 11h a 16h; de terça a sexta, de 11h a 16h e de 18h a 24h; sábados, do­mingos e feriados, de 11h a 24h

Restaurante e Pizzaria Barra Longa

Rua Bom Jesus, 48 – Centro

(31) 3558-5828

[email protected]

Diariamente, de 11h a 24h

Tuca’s Bar Lanchonete e Pizzaria

Rua Alfredo de Morais, 237 – Colina

(31) 3557-2029

[email protected]

Pizza e Petisco

De terça a domingo, a partir de 18h

Zalab comida Árabe

Praça da Estação, 101 – Centro

(31) 3557-4171

[email protected]

Comida árabe

Diariamente, de 18h a 23h30

Restaurante e Pizzaria Sinhá Olímpia

Rua do Boqueirão, 8 – Passagem de Mari­ana

(31) 3557-5300

[email protected]

Pizza, serviço a la carte

De segunda a sexta, de 11h a 15h e de 18h a 22h; sábados, domingos e feriados, de 11h a 22h

Restaurante Sapucaia

Rua do Comércio, 100 – Passagem de Mariana

(31) 3557-5285

[email protected]

Serviços Self-service e a la Carte

Diariamente, de 11h a 22h

Sabor Árabe

Rua Padre Gonçalves Lopes, 34 – Centro

(31) 3557-2115

[email protected]

Lanchonete

De segunda a sexta, de 8h30 a 20h; sába­dos, de 8h30 a 14h

Bar e Restaurante Casa Nova

Rua Pernambuco, 3 – Colina

(31) 3557-3567

[email protected]

Self service

Diariamente, de 10h a 15h e de 18h a 22h

Açaí Brasil

Rua Direita, 183 B

Lanches

Diariamente, de 15h a 22h

Restaurante e Pizzaria do Hulck

Rua Maurício Vitor, 58 – Centro

(31) 3557-7009

Refeição

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 21h

Bar e Restaurante Del Rei

Avenida Getúlio Vargas, 4 – Centro

3557-1906

Self-service

Horários: de 11h a 15h e de 18h a 22h

Restaurante Barra Longa

Rua Bom Jesus, 48 – Centro

(31) 3558-5858

Self- service

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 22h

Restaurante Ponto do Tropeiro

Av. Nossa Senhora do Carmo, 723

(31) 3558-6687

Refeição

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 22h

Restaurante Tempero da Casa

Av. Nossa Senhora do Carmo, 723

Self-service

Diariamente, de 11h a 16h

Restaurante Gameleira Grill

Rodovia dos Inconfidentes, 870

(31) 3558-2834

ade[email protected]

Churrasco e Self-service

Diariamente, de 11h a 22h

Bar e Restaurante Dois Irmãos

Rua Salvador Furtado, s/n

(31) 3557-2899

Self-service

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 22h

Uai Zé – Restaurante e Pizzaria

Av. Getúlio Vargas, 34

(31) 3557-2245

Self-service e Pizza

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 22h

King’s Burger

Praça Claúdio Manoel, 148

(31) 3557-3777

Refeição e lanches

Diariamente, de 11h a 15h e de 18h a 23h

Atrativos Religiosos

ATRATIVOS RELIGIOSOS

Igreja de Nossa Senhora das Mercês

Pertence ao grupo de igrejas que foram edificadas em Mariana depois do alinha­mento da cidade. Seu estilo é simples, mas conserva, no interior, um conjunto de imagens talhadas em madeira e deco­radas com ouro, de autor desconhecido, representando a Sagrada Família, con­sideradas como a mais preciosa obra es­tatuária de Mariana. O cemitério da igreja guarda em seu silêncio o jazigo do Santo Monsenhor José Silvério Horta, muito venerado na região.

Rua das Mercês – Centro

Dias e horários de visitação: sob agenda­mento.

Igreja de Nossa Senhora dos Anjos da Arquiconfraria de São Francisco

Destaca-se pela graciosidade do edifício, pela singeleza e pela simplicidade de es­tilo da construção, em taipa e madeira, retratando poucos elementos do Barroco. Foi construída em 1784, pelos irmãos da Ordem do Cordão de São Francisco. Esta igreja é a única de Mariana que obedece ao tipo especializado de frontispício que­brado em três planos, com uma única torre central, à semelhança da famosa igreja de Nossa Senhora do O, em Sabará.

Rua Dom Silvério – Centro

Visitação: de segunda a sexta: de 8h a 12h e de 13h30 a 17h. Sábados: de 09h a 11h.

Igreja de São Pedro dos Clérigos

Exuberante pela sua localização, com bela vista da cidade. O risco da igreja é de Antônio Pereira de Souza. É uma das três únicas barrocas de Minas com plano arre­dondado, característica revolucionária para a época. Seu principal construtor foi José Pereira Arouca. A construção é de 1752, mas a obra encontra-se inacabada. O que resta do altar-mor, talhado em ce­dro, e do teto do presbitério, provam que o templo seria majestoso, se estivesse concluído. A torre da esquerda é original, em pedra, e a da direita, em tijolos, pois já caiu duas vezes.

Rua Dom Silvério – Colina de São Pedro

Visitação: de segunda a sexta: de 9h a 12h e de 13h a 16h. Finais de semana e feri­ados: de 9h a 12h e de 13h a 17h.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Uma das mais belas da cidade, a Igreja do Rosário começou a ser construída em 1752 pela irmandade dos negros, sob a invocação de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia. De 1823 a 1826, Mestre Athayde fez as pinturas e o douramento do altar-mor e altares laterais. Também participou da ornamen­tação o artista Francisco Vieira Servas.

Rua Monsenhor Horta – Rosário

Visitação: de segunda a sexta: de 10h a 17h. Nos finais de semana é preciso agen­dar no Escritório Paroquial.

Igreja de São Francisco de Assis

Sua construção foi iniciada em 1763 e concluída em 1794. A pintura esteve a car­go de vários artistas, destacando-se entre eles Manoel da Costa Athayde e Francisco Xavier Carneiro. O interior da igreja, em talha, juntamente com os retábulos, os púlpitos e os douramentos dos altares valorizam o conjunto. O medalhão da portada, em pedra-sabão, é atribuído ao Aleijadinho. Na Igreja está sepultado o Mestre e Pintor Manoel da Costa Athay­de, na tampa número 94. Os lustres do séc. XVIII são de cristal da Boêmia. A pin­tura no centro do teto estampa o dilúvio e a arca de Noé e as do lado se referem aos quatro papas que colaboraram com a Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

Praça Minas Gerais – Centro.

Visitação: de segunda a domingo: de 8h a 12h e de 13h a 17h.

Santuário de Nossa Senhora do Carmo

Surgiu a partir de um pequeno templo, er­guido em 1759. Teve suas obras iniciadas em 1783 e concluídas no século seguinte. Na fachada, o escudo possui três estrelas, representando os três grandes santos carmelitas: profeta Elias, a mística Teresa d’Ávila e Simão Stock. Este último, um no­bre que aderiu à ordem, aparece na pin­tura da nave, recebendo um escapulário com a missão de espalhar, no ocidente, a devoção à Virgem do Carmo. A igreja foi quase completamente destruída por um incêndio, em janeiro de 1999, quando sua restauração total estava prestes a ser con­cluída. O teto, pintado pelo famoso mes­tre Francisco Xavier Carneiro, desabou. O altar-mor não foi consumido pelas cha­mas. A fachada, o telhado e as paredes in­ternas foram recuperados, minimizando a perda irreparável das pinturas.

Praça Minas Gerais – Centro

Catedral de Nossa Senhora da Assunção (Sé)

Um dos mais antigos templos da cidade teve sua construção iniciada em 1709 e concluída em 1750. Chamada inicial­mente Igreja Nossa Senhora do Carmo, recebeu a designação Nossa Senhora da Assunção, ao se transformar em igreja matriz, substituindo a primitiva capela Nossa Senhora do Carmo (hoje Capela Santo Antônio). Em 1745, com a insti­tuição do Bispado de Mariana, passou a Catedral. Apresenta partido arquitetôni­co de todas as fases do estilo da arte bar­roca. Entre os seus principais artífices está Manuel Francisco Lisboa, o pai do Aleija-dinho, que, além de executar várias obras, instalou o órgão Arp Schnitger em 1740, os artistas portugueses Francisco Vieira Servas, Francisco Xavier de Brito, dentre outros.

Praça Cláudio Manoel – Centro.

Visitação: de terça a domingo, de 08h as 17h.

Seminário Maior São José

Prédio de inigualável beleza arquitetôni­ca, talvez sem similar em todo país. É pela parte exterior, como se vê da estampa, uma construção majestosa, em estilo neocolonial. O pórtico tem escadaria em arco abalaustrado, cravejada de topázios e com o trono austero do saguão, onde está colocada a belíssima figura de São Pedro. Sua capela também é de uma be­leza impressionante, possuindo pinturas maravilhosas e vitrais em forma de mo­saico.

Praça Dom Benevides – São José (Chá­cara)

Dias e horários de visitação: sob agenda­mento.

Ermida de São Geraldo Magela

De estilo gótico-romano, tem espaço ar­borizado e em condições de comportar os numerosos fieis que a visitam. No in­terior da capela e na sala de ex-votos no andar superior, os artistas, Jacinto Jua­marano e Fabio Gomes, pintaram vários afrescos. Existem alguns monumentos: a gruta de Nossa Senhora de Lourdes, o presépio, o sepulcro de São Geraldo, o Cristo Crucificado e ainda um palanque destinado aos corais.

Praça Tancredo Neves, s/n

Visitação: de segunda a sexta-feira: de 8h a 19h30.

Passo da Flagelação

O Passo, conhecido também como o Passo da Ponte de Areia, corresponde à representação do episódio da Via-Crúcis de Cristo celebrado durante a Semana Santa. A construção do Passo é atribuída à Irmandade do Senhor dos Passos de Mariana, nos primeiros anos do séc. XVIII.

Rua da Glória, s/n – Centro

Visitação: dias de festas religiosas.

Passo da Ladeira do Rosário

Trata-se de uma pequena capela, de caráter popular, embutida numa casa residencial de taipa, de dois pavimentos. Representa um dos episódios da Via-Crúcis de Cristo, celebrado durante a Se­mana Santa.

Rua Monsenhor Horta, 13 – Rosário

Visitação: dias de festas religiosas.

Capela Nossa Senhora da Boa Morte

Localiza-se no Seminário Menor, que foi a primeira instituição de ensino de Mi­nas Gerais, onde se formaram ilustres cidadãos. O Seminário foi construído em 1750, a mando de D. Frei Manoel da Cruz. Atualmente, todo o conjunto pertence ao Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto.

Rua do Seminário, s/n

Igreja Matriz de São Caetano

O fundador de Mariana, o bandeirante Salvador Fernandes, está sepultado nesta igreja, no distrito de Monsenhor Horta, a 19 km da cidade. Tem arquitetura sisuda e pesada, aspecto visível em suas torres laterais baixas. A igreja, cuja construção começou em 1730, é tombada pelo Patrimônio Histórico nacional. Seu inte­rior é ricamente decorado, retratado na opulência do talento de vários artistas que participaram de sua confecção.

Rua Monsenhor Horta, s/n – Monsenhor Horta

Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré

A Igreja foi construída pelo sargento-mor Paulo Rodrigues Durão e sua benção in­augural ocorreu em 1729. Contribuíram com edificação do templo as ordens re­ligiosas leigas da comunidade de Ribeirão do Carmo e Inficcionado. A decoração sugere a transição do barroco para o ro­cocó. A tradicional festa da padroeira, comemorada em 08 de setembro, reune os fieis que re-significam antigas práticas e ritos.

Praça da Matriz, s/n – Santa Rita Durão

Visitação: sob agendamento

Igreja de São Sebastião

A igreja teve sua construção concluída provavelmente em 1753. A paróquia de São Sebastião é uma das mais antigas de Minas. As imagens originais foram rou­badas ou transferidas para os museus da sede. A igreja guarda uma imagem de madeira de Nossa Senhora do Rosário e oratório trazidos da antiga capela.

Largo de São Sebastião, s/n – Bandeirantes

Visitação: durantes as missas de domingo.

Igreja de Nossa Senhora da Glória

A Igreja de Nossa Senhora da Glória veio substituir a primitiva capelinha de pau-a-pique que ruiu em 1755, cabendo à comunidade de fiéis a iniciativa de re­construção do seu prédio. A capela é desprovida de torres e o arco-cruzeiro é todo em pedra, encontrando-se sobre o mesmo uma grande tarja barroca.

Praça Nossa Senhora da Glória, s/n – Passagem de Mariana

Visitação: necessário contato prévio com o Padre da Paróquia.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

A igreja, construída na primeira metade do séc. XVIII, segue o estilo das matrizes mineiras. Foi iniciada em 1707 e é uma das mais antigas de Minas Gerais. Situa-se no alto de uma colina, local onde existia uma tosca capela da época da fundação de Mariana. Possui uma das primeiras pinturas de igreja do estado, atribuída a Jacinto Ribeiro.

Rua Morro da Conceição, s/n – Distrito de Camargos.

Visitação: dias de missas ou sob agenda­mento.

Igreja Matriz Senhor Bom Jesus do Monte

O início da ocupação da região de Fur­quim começa no final do séc. XVII, quando os bandeirantes paulistas desco­briram, na região central das Minas Ge­rais, um rio carregado de ouro, que foi batizado de Ribeirão de Nossa Senhora do Carmo, atual Ribeirão do Carmo. A localidade foi muito próspera durante todo o séc. XVIII. A Igreja apresenta-se como um importante e rico exemplar do barroco mineiro deste período, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, cuja construção iniciou-se em 1745. A ima­gem de Bom Jesus foi achada no Morro do Judeu, onde havia uma antiga capela antecessora à Matriz.

Praça da Matriz, s/n - Distrito de Furquim

Visitação: de segunda a sexta: de 18h30 a 20h; sábados e domingos: de 19h30 a 21h.

Capela Nossa Senhora do Carmo

Foi construída na entrada do distrito de Furquim, às margens do famoso Ribeirão do Carmo. De arquitetura singela, do séc. XVIII, merece destaque a sineira lat­eral. A atual edificação substitui uma an­tiga capelinha também em homenagem a Nossa Senhora do Carmo.

Rua do Carmo, 415 – Distrito de Furquim

Visitação: sob agendamento

Capela de Santo Antônio

A Capela foi construída pela família do Antônio Pio e tem a sua imagem repre­sentada como um jovem trajando o há­bito franciscano, franzido à cintura por cordão com três nós. Tem como atributos o crucifixo, um lírio, símbolo da pureza, e o Menino Jesus sobre um livro que repre­senta uma aparição.

Rua Santo Antônio, 145 – Distrito de Monsenhor Horta

Capela de Santa Teresa de Ávila

Segundo os moradores, a capela tem datação que remonta ao séc. XVII, sendo mais antiga que a Igreja de São Sebastião. A imagem de Santa Tereza de Ávila ou ainda chamada de Santa Teresa de Jesus foi transferida para o museu arquidio-cesano de Mariana.

Rua Santa Teresa, s/n – Distrito de Bandei­rantes.

Capela de Santo Antônio

Localizada próximo ao antigo arraial de Mata Cavalos, onde chegaram os primei­ros bandeirantes, é uma das mais antigas capelas da cidade, com construção origi­nal do início do séc. XVIII. De arquitetura simples, está bem descaracterizada em seu interior. Foi restaurada há poucos anos e preserva o altar-mor que, prova-velmente, é do séc. XIX. Do adro da igreja, é possível avistar Ribeirão do Carmo e al­guns garimpos de ouro.

Travessa Santo Antônio, s/n

Capela de Nossa Senhora de Sant’Ana

Construída em adobe e madeira, na dé­cada de 1720, é um dos templos mais antigos da cidade. Sua fachada foi refeita em pedra e argamassa em 1799, passan­do a apresentar elementos ornamentais esculpidos em pedra-sabão. No séc. XVIII, a Irmandade de Santana mantinha uma casa de misericórdia ao lado da capela, onde hoje está o cemitério municipal.

Rua Santana, s/n – Bairro Santana

Capela de Nossa Senhora do Rosário

A construção da igreja é, provavelmente, de meados do séc. XVII. A presença do ro­cocó se faz em toda a sua ornamentação, sugerindo técnicas e saberes próprios da segunda metade do setecentismo. Um painel representa o encontro do Anjo Gabriel com a Virgem Maria. Além do painel, a capela apresenta figurações de santos negros e eclesiásticos, além de expressões do imaginário popular acerca do papel do africano em uma visão eu­rocêntrica e católica. Um dos altares e retábulos são atribuídos ao Aleijadinho.

Rua do Rosário, s/n – Santa Rita Durão

Visitação: de segunda a sexta: de 13h30 a 18h

 

SERVIÇOS RELIGIOSOS

Catedral de Nossa Senhora da As­sunção (Sé)

Missa: de segunda a sexta: 06h30 e 18h30; sábados: 7h e 19h e domingos: 7h, 10h e 19h

Novena: em dias que antecedem a festas de padroeiros, todos os dias: 15h e 19h

Dias de Benção: sob agendamento ou de­pois das missas

Dias de confissão: sob agendamento ou depois das missas

Igreja de São Pedro dos Clérigos

Missa: domingos: 08h

Igreja de São Francisco de Assis

Missa: domingos: 08h30

Santuário de Nossa Senhora do Carmo

Missa: domingos: 18h30

Atrativos Turísticos

ATRATIVOS TURÍSTICOS

Museu da Música

Os primórdios do Museu da Música se prendem à organização do arquivo eclesiástico, com sede na Cúria Metropolitana, trabalho feito pelo Arcebispo Dom Oscar. As inúmeras peças musicais, então encontradas, resultaram na fundação do museu em 1972. Trata-se de um museu único no gênero no Brasil. Conta atual­mente com respeitável acervo, composto também de peças doadas ou adquiridas, além das provenientes do arquivo da Cúria.

Rua Cônego Amando, 161 – Centro

Visitação: de terça a sábado: de 8h30 a 11h30 e de 13h30 a 18h.

Museu Arquidiocesano de Arte Sacra

Instalado na antiga Casa Capitular, obra que teve início em 1770, foi erguida para servir de sede do cabido. Construção tipi­camente colonial, em alvenaria de pedra e cantaria aparente, assinada por José Pereira Arouca e concluída no fim do séc. XVIII. Tem um caráter acentuadamente português, comparável aos solares de Braga. Disse que o prédio foi também prisão para padres, mas não há notícia de que algum deles tenha, de fato, ficado preso. Foi fundado em 22 de setembro de 1962, em comemoração ao bicentenário de Athayde, pelo Arcebispo D. Oscar de Oliveira. O museu sacro é um dos mais completos do Brasil, possuindo cerca de duas mil peças. A mais valiosa é um rel­icário de ouro com cento e sessenta e oito brilhantes. É considerado o mais rico em arte sacra de Minas e o segundo do Brasil. Possui mobiliário raro, imagens portu­guesas, trabalhos em pedra-sabão e jaca­randá, pinturas de Athayde, paramentos riquíssimos, louças chinesas, jarras de porcelana, alfaias de ouro e prata, objetos dos antigos bispos, imagens raríssimas e ambientes completos do séc. XVIII.

Rua Frei Durão – Centro

Visitação: de terça a sexta: de 8h30 a 12h e de 13h30 a 17h. Finais de semana e feri­ados: de 8h30 a 14h.

Casa de Câmara e Cadeia

É o tipo mais interessante de arte colo­nial da cidade. Todo de pedra, desde as cimalhas até os portais e vergas em pedra verde claro, com talhas e aplicações artís­ticas. Encimando o pórtico, há um bonito florão, com as armas reais. Foi planejada e executada pelo projetista José Pereira Arouca, construtor de quase toda Mari­ana. Tem aparência de muitas quintas no­bres de Portugal, com escadarias exter­nas com parapeitos maciços, com faixas e corrimão em pedra-sabão. Abrigava a Casa de Câmara, Casa de audiência, açougue, prisões, passos, capela e hos­pital. Sua obra iniciou-se em 1768 e só terminou em 1798, quando nele se instalou a Câmara. Está localizada na Praça Minas Gerais, formando com as igrejas do Carmo e São Francisco e o Pe­lourinho um conjunto único no mundo. Nos tempos mais recentes abrigou a ca­deia pública, a prefeitura e a câmara.

Praça Minas Gerais – Centro

Visitação: de segunda a sexta: de 08h a 18h. Finais de semana e feriados: de 9h a 16h.

Órgão da Sé

O Órgão, instalado na Catedral em 1753, possui um valor artístico e histórico in­estimável. É o mais importante instru­mento fora da Europa. Sua fabricação, em 1701, foi provavelmente feita pela família Schnitger, famosos alemães fabri­cantes de órgãos do séc. XVIII. Foi tocado pela primeira vez em 8 de dezembro de 1753, na festa de Nossa Senhora da As­sunção, pelo Pe. Manoel da Costa Dantas. Abrilhantou as solenidades até 1937, ficando em silêncio até 1984, quando foi completamente restaurado. Em sua reinauguração, foi tocado pelo francês Francis Chapelet em grande concerto solene. Sua restauração aconteceu entre 1980 e 1984, por intermédio de Francisco Afonso Noronha, à época presidente da CEMIG e da Fundação Palácio das Artes, que reuniu um grupo de empresas mul­tinacionais e nacionais que doaram os recursos. O órgão possui 969 flautas, 24 registros e dois teclados e é semelhante ao da cidade do Faro, em Portugal. A im­portância histórica é realçada pelo pro­fessor Harold Vogel que informa: muitos foram destruídos em guerras ou reforma­dos. Apenas 20 possuem alta percenta­gem do mecanismo original. O de Mari­ana é um desses.

Igreja da Sé, Praça Cláudio Manoel – Centro

Visitação: sextas: às 11h30 e domingos: às 12h15.

Conjunto Arquitetônico da Rua Direita

Segunda rua mais antiga da cidade, caracterizada pelas suas importantes construções coloniais, o conjunto ar­quitetônico desta rua é um dos mais bem preservados da cidade. Encontra-se nela a Casa do Barão de Pontal, ex-governador de Minas. Também nesta rua, fica a Casa Setecentista, em estilo colonial, construí­da no final do séc. XVIII. Aí encontram-se guardadas coleções de preciosos docu­mentos dos séculos XVIII e XIX. Chama atenção ainda na Rua Direita, a casa que pertenceu a Alphonsus de Guimarães, onde hoje está instalado o museu que guarda inúmeros pertences deste poeta simbolista.

Rua Direita – Centro

Eco Adventure Mariana

Passeios ecoturísticos a pé ou em jeeps adaptados aos atrativos da região dos inconfidentes, que abrange as cidades de Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Catas Altas, Santa Bárbara, Acaiaca, Barra Longa e Diogo de Vasconcelos, além de percorrer os distritos com passeios em cachoeiras, city tours, visita aos parques ecológicos, mirantes naturais e muitos outros atra­tivos. Os grupos são levados por guias especializados em Educação Ambiental e Ecoturismo. Passeios agendados e preços sob consulta.

Guia: Célio Mól

Cachoeira do Brumado

O distrito surgiu nos primórdios do séc. XVIII, quando João Pedroso e João Lopes Pereira iniciaram o povoamento e lá construíram a primeira capela. A bela paisagem local é cortada pelo Rio Bru­mado, que forma uma queda d’água com mais de 10 metros de altura. Situada num ponto de fácil acesso, a cachoeira do Rio Brumado encanta a todos os visitantes, que podem vivenciar com segurança os prazeres proporcionados pelo local, com o conforto de um restaurante, instalações sanitárias e uma pousada próxima. Um moinho de 1913 e um gerador de luz vin­do da Ásia foram preservados e se encon­tram em pleno funcionamento no local. Situado a pouco mais de 25 km do centro de Mariana, Cachoeira do Brumado tam­bém é famosa pelo seu artesanato.

Distrito de Cachoeira do Brumado

Passeio de Chalana

Uma atividade turística em que se depara com o inimaginável: um passeio de cha­lana entre as montanhas de Minas Gerais. O passeio pelas águas calmas da represa da Fumaça, localizada a 30 km do centro histórico de Mariana, proporciona uma vivência agradável, com ar puro, mata virgem e uma profusão de animais silves­tres. Este é um passeio muito confortável, com a possibilidade de praticar pesca de anzol e conhecer o pequeno subdis­trito de Magalhães, muito bem conservado, que guarda muito da história e da tradição mineira. Sob agendamento, o visitante pode conhecer uma fábrica de cachaça, vivenciar uma oficina de fabricação de pedra-sabão e saborear os quitutes da região, num delicioso almoço mineiro.

Rancho do Sinhá – subdistrito de Magalhães

Visitação: de segunda a domingo: de 8h a 17h.

Mina da Passagem

Maior mina de extração de ouro aberta à visitação no mundo, a Mina da Pas­sagem iniciou suas operações no início do séc. XVIII. O cenário impressiona e o interior da mina guarda segredos e mis­térios que encantam a todos. A descida para as galerias subterrâneas é feita num troller, que transporta os passageiros por 315 metros, chegando a 120 metros de profundidade, onde se depara com um lago natural. A temperatura ambiente é estável, entre 17°C e 20°C. Desde a sua fundação, aproximadamente 35 tone­ladas de ouro foram retiradas das suas galerias.

Rua Eugênio Eduardo Rapallo, 192 – Pas­sagem de Mariana

Visitação: segunda e terça: de 9h a 17h; de quarta a domingo: de 9h a 17h30.

Café com Zé Pereira

Visita orientada ao ateliê do “Zé Pereira da Chácara”, onde são produzidos grandes bonecos em homenagem a personali­dades locais e nacionais, utilizados nos desfiles do bloco durante o carnaval. Tais bonecos chegam a 5 metros de altura. O visitante terá oportunidade de conhecer a história do bloco folclórico, degustar o verdadeiro pão de queijo mineiro e bolo caseiro, além de apreciar a apresentação do bloco.

Rua Salomão de Vasconcelos, s/n - São José

Visitação: de terça a domingo: de 14h a 17h.

Circovolante

Com uma proposta totalmente irrever­ente, o Circovolante é um dos grupos mais famosos da região. Em seu espaço, o grupo recebe visitantes que desejam conhecer a história dos maiores palhaços nacionais e serem fotografados vesti­dos de palhaço. Com agendamento, o grupo se apresenta com cortejos e per­formances individuais, divertindo e ani­mando a festa de chegada dos visitantes. O conceito de alegrar é o foco desse grupo. Para assistir aos ensaios, abertos à comunidade, basta telefonar, agendar sua presença e se divertir enquanto eles se aperfeiçoam nessa arte milenar. O Cir­covolante é o realizador do “Circovolante – Encontro Internacional de Palhaços” re­alizado no mês de abril.

Rua Dom Viçoso, 76 - Centro

Visitação: (31) 9601-7661 / 3557-3957

Musicircus

O visitante irá conhecer um espaço de puro encantamento, organizado pelo marionetista argentino Catin Nardi. Nas mãos do artista, os bonecos ganham vida, impressionando quem assiste às suas apresentações, em uma sala de mari­onetes delicadamente preparada para remeter o visitante à magia e ao encan­tamento da infância. O artista foi respon­sável pelas aberturas da novela “As Fil­has da Mãe” e da minissérie “Hoje é Dia de Maria”, da Rede Globo, dentre outras importantes produções. Em 1994, Catin Nardi criou a Companhia O Navegante, que apresenta espetáculos e ministra oficinas em festivais, teatros e espaços informais, encantando plateias de todas as idades com a sofisticada arte das mari­onetes de fios.

Rua do Seminário, 290 – Centro

Dias e horários de visitação: sob consulta

Museu Casa Alphonsus de Guimarães

O Museu Casa Alphonsus de Guimaraens integra a rede de museus geridos pela Superintendência de Museus e Artes Visuais da Secretaria de Estado de Cul­tura de Minas Gerais. Foi inaugurado em 1987, em um belo sobrado, exemplar da arquitetura mineira civil urbana, datado de fins do séc. XVIII e início do XIX, onde o poeta simbolista Alphonsus de Guima­raens residiu com a família de 1913 até 1921, ano de sua morte. O acervo, doa­do pela família do poeta, é composto por objetos de uso pessoal, mobiliário e equipamentos domésticos que pert­enceram a Alphonsus de Guimaraens. Destaca-se um valioso acervo textual, es­timado em 1500 documentos e 240 livros-correspondências, originais de poemas, fotografias, recortes de jornais e obras ra­ras. O museu também está desenvolven­do o Projeto Alphonsus vai à Escola que consiste na oferta de palestras e oficinas que abordam a vida e obra do poeta.

Rua Direita, 35 - Centro

Trem da Vale

A tradicional Maria-Fumaça voltou aos trilhos, puxando uma composição que inclui um vagão panorâmico, de onde os viajantes podem desfrutar de uma ex­cepcional paisagem, no percurso entre as cidades de Mariana e Ouro Preto. Os prédios das estações do percurso – Ouro Preto, Vitorino Dias, Passagem de Mariana e Mariana – foram restaurados e o paisagismo de suas áreas externas foi recu­perado. As estações-âncora do projeto – Ouro Preto e Mariana – foram transformadas em espaços culturais, com diversos equipamentos e espaços expositivos. No primeiro sábado de cada mês, uma banda de música recepciona os turistas na estação ferroviária.

Praça Juscelino Kubitschek, s/n – Centro

Visitação: Horário de partida – Mariana: 08h30 e 14h00 - Ouro Preto: 10h e 15h30

Bloco Boqueirão Cortejo, Oficina e Visi­tação

Esta atividade propõe uma visita à sede do Bloco Boqueirão, onde são construí­dos bonecos caricatos a partir de material reciclado. Além de conhecer essa peculiar forma de arte, os visitantes podem agen­dar sua participação em uma oficina de bonecos de material reciclado e de papel machê. Pode-se agendar e organizar um cortejo do Bloco Boqueirão para recep­cionar os seus visitantes no Carnaval ou mesmo apresentar um espetáculo de en­cantamento na chegada ou na partida do seu grupo de turistas. Com certeza, eles levarão uma experiência única e tipica­mente mineira na bagagem.

Rua do Boqueirão, 17 – Passagem de Mariana

Cortejo: domingo e terça-feira de carna­val

Visitação e oficina: no mês de janeiro e fevereiro, de segunda a sexta e nos dias de carnaval.

Casa Maria Isabel Flores Recicladas

Ao entrar na Casa Maria Isabel, a varie­dade das flores encanta o visitante e os olhos se enchem de cor e forma com os vários tipos de flores feitas com materiais reciclados pelas mulheres de Passagem. Elas se reunem duas vezes por semana na charmosa casa antiga e, com uma con­versa animada, regada a doces e cafés mi­neiros, essas mulheres se encontram nas flores que fazem. A Casa Maria Isabel está aberta ao público para oficina de flores de materiais reciclados, visitação e venda.

Rua do Comércio, 592 – Passagem de Mariana

Visitação: quartas e quintas: de 14h a 16h. No evento “Hoje é Dia de Passagem”: no primeiro final de semana de cada mês.

Clube Osquindô – Casa do Godofredo

A Casa do Godofredo, sede do Clube Osquindô – Associação Cultural de Pas­sagem, destaca-se pela promoção de projetos de arte, cultura, educação e meio ambiente. Assim, o visitante poderá conhecer um pouco sobre a trajetória do Clube e participar de várias atividades que acontecem nos espaços.

Rua do Comércio, 625 – Passagem de Mariana.

Visitação: de segunda a sexta: de 10h a 12h e de 14h a 17h; sábados e domingos, sob agendamento. No evento “Hoje é Dia de Passagem”: no primeiro final de sema­na de cada mês.

Maria Sabão – Moda, Comida e Arte

Maria Sabão é a personagem de uma lenda de Passagem de Mariana, contada de geração em geração. É também o nome do espaço onde a estilista Marilu Baeta oferece o ”Brechó com Consultoria de Moda e Desfile de Roupas Recicladas”. Para aqueles que desejam uma opção diferente para seu grupo de visitantes, vale a pena agendar a performance “Lixo é no latão de lixo” ou a bela história da lendária Maria Sabão, uma personagem com contação de história.

Rua do Comércio, 622 – Passagem de Mariana

Visitação: No evento “Hoje é Dia de Pas­sagem”: no primeiro final de semana de cada mês.

Quintal Teatro Lunática

O inusitado Quintal Teatro Lunática ofer­ece um cardápio de atividades artísticas para ser vivenciado entre mangueiras e bananeiras. O espaço tem como anexo o serviço do Café Lunática. A programação artística para grupos é planejada por agendamento e conta com espetáculos musicais e circenses para todas as faixas etárias.

Rua do Comércio, 570 – Passagem de Mariana

Visitação: visitas livres – quartas e quin­tas: de 14h a 16h; no primeiro fim de sem­ana de cada mês, durante o evento “Hoje é Dia de Passagem”.

Serviços Locais

AGÊNCIAS DE VIAGEM

Mariana Turismo

Rua Frei Durão, 114

(31) 3557-2233 /3557-3899

www.marianaturismo.com.br

 

COMPRAS

Caminho das Pedras

Praça Gomes Freire, 36 Centro Histórico

(31) 3557-1471

[email protected]

Casa do Artesão

Rua Frei Durão, Centro Histórico

Associação Clube das Mães

Rua Jorge Marques, s/n – Colina

(31) 3557-3209 / 8861-5224

CTL Artesanato e Presentes

Rua Direita, 78 – Centro Histórico

(31) 3557-2846/ 8815-9235

[email protected]

Fazendo Arte

Rua Direita, 86 – Centro Histórico

(31) 3557-4534/ 3557-4534

[email protected]

Feira Marianense de Arte, Artesanato e Antiguidade – FEIRAMARTE

Rua Frei Durão, 68 A – Centro Histórico

Feira do Clube das Mães

Rua Frei Durão, 84 – Centro Histórico

Grifo

Rua Vereador Brandão Guimarães, 35 – Residencial Bandeirantes

(31) 3558-1997 / 8821-9421

Ateliê Meninas Arteiras

Praça Gomes Freire, 102 – Centro Histórico

(31) 8599-0628

Porão Artesanato

Rua Direita, 94 – Centro Histórico

(31) 3558-1563

[email protected]

[email protected]

 

ÓRGÃOS DE TURISMO

Secretaria de Cultura e Turismo – Centro de Atenção ao Turismo (CAT)

Rua Direita, 93 – Centro

(31) 3558-2315

[email protected]

 

ASSOCIAÇÕES TURÍSTICAS, CULTURAIS E RELIGIOSAS

Associação de Guias de Turismo de Mariana

Terminal Turístico – Praça Tancredo Neves – Centro

(31) 3557-1158

lu[email protected]

 

BANCOS

Bradesco

Banco Itaú

Caixa Econômica Federal

Banco Santander

Banco do Brasil

 

HOSPITAIS E POSTOS DE SAÚDE

Hospital Monsenhor Horta

Rua Colina de São Pedro, 1

(31) 3557-1244

Policlínica Dr Elias Salim Mansur

Avenida Contorno, s/n

(31) 3558-2300

Posto de Saúde de Mainart

Rua Santo Antônio, s/n

Posto de Saúde de Bandeirantes

Rua Margem da Linha, s/n

Posto de Saúde de Águas Claras

Praça Carlos Lobo, s/n

Policlínica Municipal Padre José de Arimatéia

Travessa Diamantina, s/n – Bairro Cabanas

(31) 3558-2095

Posto de Saúde de Padre Viegas

Praça Rosário, s/n

(31) 3556-6011

Policlínica Municipal de Monsenhor Horta

Rua Abel Pascoal da Silva, 60

Posto de Saúde de Pedras

Rua Santo Antônio, s/n

Policlínica Vereador Pedro Ramos Mol

Rua dos Gomes, s/n – Cláudio Manoel

Mariana Concel Consultórios Centrali­zados Ltda

Rua André Corsino, 155

(31) 3557-1341

Centro Médico de Diagnóstico

Rua André Corsino da Silveira, 142 – Centro

(31) 3557-3941

Atapem Serviços de Saúde

Rua Bom Jesus, 314

(31) 3557-1313

Centro de Reabilitação Física Municipal

Rodovia dos Inconfidentes, s/n

(31) 3558-2201

Previne- Centro Municipal de Medicina Preventiva

Rua Wenceslau Brás, 461

(31) 3557-2672

Posto de Saúde Santa Rita Durão

Rua Rosário, s/n

(31) 3556-2111

Apoio ao Romeiro

PONTOS DE APOIO 

Fazenda da Palha

Distrito de Bento Rodrigues

Fazenda Cruz das Almas

Distrito de Santa Rita

Fazenda do Tesoureiro

Distrito de Camargos

 

PONTOS DE APOIO AOS CAVALEIROS

Fazenda da Palha

Distrito de Bento Rodrigues

Fazenda Cruz das Almas

Distrito de Santa Rita

Fazenda do Tesoureiro

Distrito de Camargos

Mariana – MG - Mapas Orientados e Ponto CRER

Fotos de Mariana – MG

Outras Localidades

'); document.write(''); }